Fotos: Alltech Crop Science

saíba mais
27 de Novembro, 17:42

Saiba quais são os nutrientes-chave para um bom florescimento da soja

 

 

Período é importante para a definição do número de folhas, que serão responsáveis pela emissão das vagens e dos grãos

 

Na etapa de florescimento da soja, cada racemo floral retido pela planta equivale a formação de várias vagens, estrutura na qual mais tarde serão formados os grãos. A relação mostra a importância do período, que está diretamente ligado à produtividade, e exige cuidados nutricionais por parte do produtor. E, por isso, nesta fase de desenvolvimento da cultura alguns elementos são considerados chave para bom desempenho da lavoura.

Conforme explica o engenheiro agrônomo Fransérgio Batista, gerente técnico especializado em grãos da Alltech Crop Science, entre os principais se destacam o cálcio, o boro e o magnésio. "É essencial entender que a planta, durante seu ciclo, vai precisar de todos os seus macros e micronutrientes. Mas você tem alguns que podem ser exigidos em quantidades um pouco maiores conforme a fase", afirma.

A aplicação de cálcio, magnésio, boro e manganês, por exemplo, faz parte das práticas de manejo voltado ao equilíbrio nutricional durante o florescimento, na Fazenda Santa Luzia, em Campo Verde (MT). "Vamos utilizando conforme visualizamos as necessidades. Com isso, observamos folhas bastante verdes, melhora no pegamento das flores e resposta em produtividade. Ao fazer um trabalho bem feito no princípio, a planta responde bem", explica o gerente de produção da propriedade, Luiz Antonio Venga de Oliveira.

De acordo com Batista, é recomendável que o produtor também realize uma análise foliar nesta fase. “Um ponto muito importante, que alguns agricultores acabam não realizando, é essa análise. Geralmente há uma receita pronta de nutrientes que é aplicada na lavoura, e pode acabar não resolvendo as deficiências apresentadas pela planta”, complementa o agrônomo.

Saiba como cada nutriente pode contribuir para um melhor florescimento da soja:

Cálcio: faz parte da parede celular, ou seja, se há cálcio em quantidades adequadas neste órgão, teremos flores com melhor formação, o que auxilia a evitar sua queda.

Magnésio: faz parte da molécula central da clorofila, pigmento que torna a folha mais verde. Tendo folhas mais verdes, há melhor fotossíntese na planta e, consequentemente, é possível fornecer mais energia para o vegetal segurar esse florescimento.

Boro: nutriente extremamente importante porque ajuda na germinação do pólen da flor. Para você ter uma flor que dá origem a uma vagem, você precisa ter essa fecundação, sendo o Boro essencial para a fertilidade do grão de pólen.

Texto: Karina | Centro de Comunicação

tags
Notícias relacionadas